Looks Estilosos Mostram que Rosa é Cor de Homem

12/01/2016 Sem comentários por

gravata_bosboleta_rosa_camisa_branca

Se você tem alguma coisa contra a cor rosa que não seja puramente uma questão de gosto pessoal, terei de avisá-lo que considerá-la algo feminino é resultado de anos de marketing bem feito e não denota qualquer traço de masculinidade, a história recente explica isso, principalmente no que diz respeito às roupas infantis:

História

Até final do século XIX os pais pouco se importavam com a cor das roupas dos filhos, pois o tingimento, ainda feito com técnicas rudimentares encarecia as peças. Esse cenário mudou no início do século XX, com o avanço da tecnologia de vestuário, trazendo uma nova gama de matizes, inclusive para as roupas infantis. Mas, ao contrário do que se pensa, em países como os EUA o vermelho, por ser uma cor forte e vigorosa, era relacionada ao sexo masculino e isso também valia para suas variações, incluindo aí o rosa; já o azul era comumente ligado ao sexo feminino, pois era considerado delicado, remetendo ao céu límpido ou ao mar em calmaria. Na Europa, Bélgica e Suíça (entre outros países) também seguiam por esse caminho, enquanto a Alemanha ia na direção contrária.

Quando mudou?

Lá pelos idos de 1950 as lojas de roupas americanas resolveram agitar as vendas e estabelecer que o correto era o azul para os meninos e rosa para as meninas, talvez tentando vender uma ideia para os baby boomers do pós guerra, no entanto nem todo mundo embarcou nessa, muita gente simplesmente preferia comprar roupas brancas para seus filhos e repassá-las quando um novo bebê chegava.

Capitalismo selvagem!

Foi a partir dos anos oitenta que o rosa se estabeleceu definitivamente como uma cor feminina, novamente graças ao marketing das lojas e as vendas massivas de brinquedos e roupas, criando uma clara demarcação entre os dois universos. Pense bem, com esse tipo de conceito você era obrigado a consumir mais, já que os brinquedos e vestes de seu filho de 4 anos não seriam passados para sua filha recém-nascida, mesmo que muitos desses produtos não ostentassem nada que atribuísse gênero a eles, pelo menos dentro dos conceitos da época.

Dias atuais

Hoje a divisão entre coisas “de menina” e coisas “de menino” está cada vez menos aparente, pelo menos quando falamos em paleta de cores, o que deixa essa marra que muitos homens tem com o rosa simplesmente sem nenhum sentido. É apenas uma cor que, diga-se de passagem, cai muito bem para certos homens devido a características físicas, como tom da pele e cabelos, nada a ver com orientação sexual.

Abaixo selecionamos algumas imagens que mostram looks interessantes com peças em diversos tons de rosa, do “candy” ou rosa bebê, até o rosa queimado, que em alguns casos pode ser mais discreto (dentro do possível), inspire-se:

Uso no cotidiano

Usar o rosa no dia a dia não é tão difícil assim, a cor fica muito bem com o marinho que está muito presente no guarda-roupas masculino, assim como gera boas combinações com bege, cáqui e marrom, mas tem que ser usada com cuidado quando as opções incluem alguns tons de verde. O segredo está em não exagerar, uma peça nessa matiz já é o suficiente para dar um toque jovial ao look e tons muito vibrantes podem ser inadequados para ambiente de trabalho, mas isso não é nenhuma novidade, as mesmas regras valem para qualquer muito forte e que se destaque demais.

Para casamentos os tons bem lavados são os mais adequados, combinando tanto com ternos e costumes claros para eventos de dia; ou com trajes escuros (marinho, preto ou grafite) para comemorações a noite.

Leia também:

Destaques, Estilo

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.
No Responses to “Looks Estilosos Mostram que Rosa é Cor de Homem”

Deixe um comentário