10 Roupas Masculinas Que Sofrem Preconceito no Brasil

4

Cardigan - 10 Roupas Masculinas Que Sofrem Preconceito no Brasil

Mesmo com o avanço que o homem brasileiro vem promovendo no quesito moda masculina, ainda se ouve todo tipo de comentário preconceituoso a respeito de diversas roupas, muitas delas bem comuns até. Mas para quem já viu marmanjos dizendo que a calça skinny ia causar a decadência da civilização ocidental, as reclamações atuais não são tão drásticas e se reservam a pessoas mais retrógradas que criam regras e dogmas do nada, teimando em tentar aplicá-los na vida alheia. A solução é seguir com a vida e ignorar os pitacos de quem não entende nada de estilo. Mas vamos a lista:

10 Roupas Masculinas Que Sofrem Preconceito no Brasil

1 – Bota Chelsea, a bota da roça

Bota Chelsea - 10 Roupas Masculinas Que Sofrem Preconceito no Brasil

Quando a chelsea boot despontou como um dos calçados masculinos favoritos eu fiquei muito feliz, sempre fui fã, mas mesmo depois de todo o bochicho em torno dela ainda tem quem diga que tal calçado só deveria ser usado na roça. Obviamente se trata de de uma confusão (proposital ou não) com a botina usada para atividades pesadas, que também possui um elástico na lateral, mas estamos falando de um calçado bem mais encorpado, uma autêntica peça de workwear – se me permite o “americanismo” para algo tão típico da indumentária do trabalhador brasileiro.

Embora esteja claro que a chelsea, mesmo em suas versões em camurça, é bem mais refinada que a botina laboral vendida em lojas de material de construção ou de uniformes, ainda tem gente que se recusa a usá-la usando o argumento apontado acima.

…….

2 – Camisa Xadrez para a festa junina

Camisa Xadrez - 10 Roupas Masculinas Que Sofrem Preconceito no Brasil

Mais aceita atualmente, houve uma época em que era difícil sair com uma camisa xadrez na rua sem ouvir alguém perguntando onde era a festa junina. O pior é que diversos tipos de xadrez sofrem preconceito! Basta vestir uma camisa com padrão vichy para ouvir elogios à toalha de mesa que foi usada na confecção da peça. O xadrez argyle, só para citar mais um exemplo, é conhecido como xadrez de pullover de vovô.

Eu sei que vai ter leitor dizendo que isso é coisa do passado, mas eu ainda sei de gente que pensa assim!

…….

3 – Cardigã do vovô

Cardigã - 10 Roupas Masculinas Que Sofrem Preconceito no Brasil

É simples, muitas roupas masculinas não ficam bem em algumas pessoas porque o indivíduo não sabe usar. O cardigã tem a pecha de roupa de velhinho, mas já foi provado aqui no Canal Masculino que algumas combinações com a peça são matadoras!

…….

4 – Camisa Polo do coxinha

Camisa Polo - 10 Roupas Masculinas Que Sofrem Preconceito no Brasil

Mais uma peça que foi vítima do mau uso e do mau gosto, mas, como qualquer clássico da moda masculina, pode render bons resultados. Talvez a época mais crítica para a polo tenha sido na a dos modelos conhecidos como “rugby”. Com listras, números nas costas e brasões nas mangas, era muita informação em uma só peça e um resultado visualmente desastroso, principalmente quando combinado com os tênis com molas na sola que eram uma febre na época.

Hoje as polos são comportadas e perfeitas para combinar com tudo (ou quase tudo), se você comprar uma com bom caimento, dificilmente vai se arrepender.

…….

5 – Blazer

Blazer - 10 Roupas Masculinas Que Sofrem Preconceito no Brasil

Elegante, versátil, bonito e clássico, o blazer é capaz de um upgrade automático em qualquer look onde é adicionado, contudo, nem todo mundo pensa assim, é só vesti-lo para surgir alguém querendo saber se você vai a alguma festa, como se o item não pudesse ser usado no trabalho ou mesmo em uma ocasião casual, aliás, existem modelos de sarja tão despojados que são quase uma jaqueta.

…….

6 – Roupas com Inspiração Náutica são para praia

Eu tenho um amigo que chama toda peça que lembra indumentária náutica de “look mamãe vou velejar” e eu concordo que usada de maneira desregrada esse estilo de roupa pode ficar bem exagerado e fora de contexto na cidade, mas equilibrada com elementos mais urbanos dá para criar muita coisa bacana com camisetas listradas, docksides ou até pea coats.

…….

7 – Trench Coat do Inspetor Closeau

Certa vez uma amiga me disse toda vez que o marido ia trabalhar com seu trench coat (Burberry, diga-se de passagem) seus colegas perguntavam se ele ia resolver algum crime no escritório. Achei absurdo! Seria um fenômeno isolado talvez? Não, conversando com mais homens que são fãs desse casaco descobri que a piada é recorrente e que muitos pararam de usar os seus no trabalho porque estavam fartos dos comentários idiotas. Lamentável…

…….

8 – Cachecol é acessório de mulher

Cachecol - 10 Roupas Masculinas Que Sofrem Preconceito no Brasil

Se revirar as postagens do Canal Masculino no Facebook vai encontrar uma delas com umas 3 pessoas afirmando categoricamente que “cachecol é coisa de mulher” e não foi a primeira vez que tal afirmação surgiu. Isso mesmo, esse tipo de comentário em pleno século XXI. Ai, ai…

…….

9 – Gravata Borboleta? Só no traje do garçom

Vou ser justo:  a maioria que critica o uso de gravata borboleta dá um desconto para o uso do acessório com o smoking, mas é só isso! Parece que a falta de referências os leva a acreditar que só existe um tipo de combinação possível com ela, além daquele que está sendo usado pelo cara que te atende no restaurante. Bem, pois o cara da foto acima não parece em nada com os profissionais já citados, não concorda?

…….

10 – Roupa rosa não pode ser usada por homens

E aqui vamos nós novamente! Homem não pode isso, homem não pode aquilo e qual é a justificativa? Nenhuma!

Rosa é uma cor como outra qualquer e quem sabe combinar se dá muito bem, temos até um post com muitas dicas e exemplos de uso do rosa, veja aqui!

…….

Obs: Tenho certeza que vou lembrar de mais peças imediatamente após colocar este post no ar, mas você também pode contribuir para uma nova lista caso lembra de algo que ficou de fora, é só deixar um comentário.

4 COMENTÁRIOS

  1. Enquanto isso aqui estou eu, doido pra comprar uma Chelsea Boot de qualidade, um cardigã sofisticado, uma camisa, camiseta ou até mesmo uma regata com a padronagem náutica, um trench coat e um moletom cor de rosa e simplesmente NÃO ACHANDO em lugar nenhum desse país, mesmo nas lojas online e em grifes. O moletom rosa eu até achei, mas minha numeração estava esgotada e eles não repuseram mais o estoque. Se eu der um pulo na Europa, apesar da facada que seria nas minhas finanças, num minutinho eu achava tudo isso e muito mais! O Brasil, infelizmente, não tem bom gosto pro dia-a-dia.

    • Não é só problema de bom gosto, existem outros males:

      • A pandemia limitou os estoques (por medo de encalhe) e as importações por causa da quarentena, muita loja não recebe nada novo desde março, nos anos anteriores as lojas recebiam reforços quinzenais até;
      • A maioria das marcas comeu bola na hora de papear tendências, não investindo adequadamente em workwear e malharia;
      • Como as pessoas estão dentro de casa existe uma menor exigência de roupas novas e itens que não sejam tipo “loungewear” estão com pouca procura, portanto, a regra é clara: sem demanda, sem oferta;
      • Itens mais baratos, tipo a camiseta listrada citada, esgotaram cedo, pois era o que o pessoal tinha como pagar com a renda limitada pela atual situação;
      • Casacos pesados sempre foram um problema no Brasil, mesmo nos anos que fora considerados tendência, o brasileiro curte moletom;
      • Não sei te dizer como está a situação fora do Brasil, na Europa algumas grifes conseguem se sustentar, pois produzem suas próprias peças, mas as Zaras e H&Ms da vida vivem de importação, talvez estejam um pouco desfalcadas também.

      Bota chelsea de qualidade não é tão difícil assim, a Brogan e a The Craft, por exemplo, tinham alguns modelos bem interessantes. Cardigã virou mosca branca, é mais fácil achar o Santo Graal, assim como os tricôs de visual mais elaborado, você só encontra os mais simples e baratos.

      Dessa história toda a pior parte é o disparate das lojas e grifes com peças que poderiam ter incrementado as vendas. Ofereceram mais do mesmo por medo de prejuízo e minha impressão é que ele veio do mesmo jeito.

      Abs

  2. Uma roupa que tenho, uso, gosto mas é mal vista é o macacão jardineira.
    Acham que é uma peça limitada a crianças, profissionáis de manutenção e público feminino.

Deixe uma resposta