Você Sabe a Diferença Entre Oxford e Brogue?

30/06/2012 17 Comentários por

Há pouco tempo quase nem se falava em Oxfords, mas então veio a moda e colocou este calçado de volta aos holofotes, contudo, com o destaque que o estilo Brogue consequentemente acabou ganhando, uma certa confusão fez com que a maioria das pessoas não soubessem diferenciar um do outro e, frequentemente, trocassem as bolas. Para que isso não aconteça mais, vamos às explicações:

Atenção:

Antes de prosseguir, talvez você queira ler este post onde organizamos a maioria dos modelos de sapatos masculinos, do mais formal até o  mais casual, ele vai ajudar a identificar melhor os modelos citados neste texto.

Sapato Oxford


Surgido na Escócia e Irlanda, recebeu este nome por ter sido adotado pelos alunos da universidade de Oxford, na Inglaterra, mas também pode ser chamado de Balmoral devido ao castelo escocês assim conhecido, gerando até a alcunha de bal-type nos EUA. Na França, é comum encontrá-lo como Richelieu, entretanto, não encontrei nenhuma menção de como esse nome surgiu.

A característica mais marcante do Oxford está em sua amarração feita em perfurações no próprio cabedal do calçado, sem nenhuma aba costurada para este fim como é o caso do sapato Derby. Este tipo de amarração faz menos pressão no peito do pé tornando seu uso mais agradável. Geralmente o Oxford, em suas opções mais formais, aparece com a ponteira de couro ou “cap toe”, mas existe também a variação “Whole Cut” sem nem mesmo uma costura em seu cabedal inteiriço, um sapato ideal para acompanhar um smoking devido a sua austeridade.

Com a popularidade surgida nos últimos cinco ou seis anos o calçado caiu no gosto dos jovens, o couro, sua tradicional matéria prima, deu lugar a lona, nylon e toda sorte de materiais sintéticos. Já as cores, foram mudando com o tempo, no início apenas marrom, depois preto, hoje não há limitações para as matizes aplicadas.

Sapato Brogue

Couro, camurça, lona e até nylon, hoje o Brogue permite um número quase ilimitado de materiais na sua confecção.

As origens dos Brogues se cruzam com as dos Oxfords, na Irlanda e Escócia, além do fato de ambos serem calçados extremamente artesanais, feitos para serem usados por trabalhadores e caçadores, pessoas que passavam pelos mais diversos terrenos, entre eles: charcos, pântanos e lamaçais. Como tudo na moda masculina o Brogue era muito funcional, permitindo que quando estes intrépidos britânicos afundassem seus pés na água gelada, ela escoasse rapidamente, tornando a secagem do sapato mais fácil. Como sempre, o que era funcional se tornou um ornamento e hoje os furos acompanhando a costura ou no medalhão do bico são seu grande charme, mas pouco fazem pelo controle da umidade do sapato.

Em outras palavras, damos o nome de Brogue a todo o sapato que tem furos em seu cabedal, seria mais adequado dizer que brogue é um estilo e não um modelo de calçado, já que você pode ter o um Oxford brogue, um Derby brogue ou até uma bota brogue!

Os furinhos que popularizaram o calçado impediam que ele ficasse encharcado. Genial!

No início, os Brogues também eram encontrados apenas na cor marrom, mas o surgimento do modelo bicolor (preto e branco ou creme e branco) fez com que ele virasse moda no início do século XX, sendo considerado ideal para uso com trajes sociais. Hoje a tendência retrô deu ao Brogue uma sobrevida e de repente haviam modelos de todas as cores e materiais possíveis e imagináveis.

Brogues bicolores eram chics no início do século XX, agora o charme está em seu ar retrô

Os furos podem ser feitos no calçado inteiro, o que é chamado de “Full Brogue”, mas existem alguns, por exemplo, que só tem orifícios no bico, uma ornamentação conhecida como “medalhão”. Outra característica muito usada no brogue é a decoração que recebeu o nome de “wingtip”, esta ponteira de couro com um bico apontando para o cadarço e duas “asas”que se dirigem para as laterais, contudo não se trata de um adereço obrigatório, o importante são os furos!

Importante:

Todos os brogues deste post são feitos em sapatos Derby, você pode notar a diferença do Oxford pelas abas onde é passado o cadarço, costuradas na altura do peito do pé, a única exceção é a foto em destaque no topo, onde vemos um Oxford brogue.

Veja mais algumas fotos de brogues:

Brogues em camurça com solas coloridas são fáceis de se encontrar atualmente.

Inspirado nos Brogues a Vans lançou este modelo de seu tradicional sneaker.

No início os Brogues e Oxfords tinham o cano mais alto, mas não chegavam a ser uma bota como esta da foto.

Não satisfeitos com o modelo bicolor, algumas marcas lançaram modelos tricolores, este é apenas um deles.

Leia também:

Destaques, Moda Masculina

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.

17 Responses to “Você Sabe a Diferença Entre Oxford e Brogue?”

  1. Lucas says:

    Ricardo, na verdade o “Oxford” se refere a maneira como a região do cadarço é costurada. Neste caso fechada.

    O brogue são os furinhos e a decoração. Um brogue pode ser um oxford, um derby, um monkstrap, etc. Ele também pode estar presente em um wingtip, halfwing, longwing, ou pode ser full brogue, half brogue, quarter brogue, dependendo do desenho.

    Nas suas fotos ilustrando o oxford, apenas a primeira está correta. O segundo é um derby.

    Nas fotos dos brogues todos são wingtip derbys.

    Abraços

    • Ricardo says:

      Olá Lucas,
      realmente a segunda foto não é de um oxford, fiquei tão entretetido com o detalhe da ponteira que deixei passar o formato da região do cadarço.

      Quanto ao brogue, também entendo que o modelo é caracterizado pelos furos, mas preferi me ater ao modelo “clássico” para não tornar o post confuso e muito longo.

      Obrigado pelos toques!

      Abraços.

  2. Lucas Magalhães says:

    Olá Ricardo! Você sabe onde encontramos esses sapatos em São Paulo? alguma sugestão de lugar ou marca preferida?
    Obrigado!

    • Ricardo says:

      Lucas,
      sempre indico a CNS e a Side Walk, pois estão presentes em diversos shoppings, mas você pode achar brogues e oxfords até na Renner, aliás acabei de ver esses modelos nas lojas da rede, mas se você quer uma qualidade um pouco mais alta pode optar pela Craft Shoes Factory. Lojas virtuais como a Dafiti e a Netshoes também vendem muito desses calçados, assim como a on-line store do Jorgito Donadelli, basta escolher o produto que te agrdada mais e cabe no bolso!
      Abs.

  3. Matheus says:

    O nome Richelieu ficou famoso com Armand Jean du Plessis, o Cardeal de Richelieu (1585 – 1642) – mas o nome do sapato nada tem a ver com ele.

    O Cardeal Richelieu também é o vilão em Os Três Mosqueteiros, de Alexandre Dumas, o que associou o nome Richelieu à intriga política e à ambição.

    Em francês, significa “morada do rico”, de “rich”, rico, e “lieu”, lugar. O sapato é conhecido como uma marca do nobre inglês, na França.

    Tido como o sapato inglês por excelência, começou a ser fabricado em 1830, mas sou ganhou fama e o nome “Oxford” a partir de 1880.

  4. Luiz Henrique says:

    Ótimo post Ricardo, parsbéns pelo bom trabalho!
    Aliás, ótimos comentários também!

    Depois que conheci o blog tenho me interessado mais pela moda masculina e aos pouco estou tentando mudar meu estilo, apesar do meu ambientende trabalho não pedir praticamente nenhuma regra..rs e já percebi também que algumas pessoas começaram a se inspirar e mudar também o estilo!

    Cada dia sou mais fã deste blog! E das pessoas que agregam mais valor com seus comentários!

    Abraços!!!

  5. Cristiano Neto says:

    achei que ainda nao existe algo substancial que realmente defina os dois modelos, oxford e broque, seria mais interessante uma objetividade unindo imagem a legenda, ex:

    esse é o oxoford o que o define é esse detalhe, e coloquem a foto ao lado;
    Essa é a caracteristica que define o Brogue, juntamente com a foto e ou video que exemplificasse com precisão.. é muito interessante saber a semantica da coisa, mas ainda nao sei definir o que é oxford ou brogue, caso eu veja os dois em algum lugar….. ou seja, MAIS OBJETIVIDADE seria a palavra da vez!!

    • Ricardo says:

      Cristiano,
      editei o texto e achei melhor focar apenas nas diferenças fundamentais que, como disse, separam o Oxford do restante dos sapatos, ou seja, o estilo da amarração, feita direto na peça de couro que recobre o calçado, sem nenhuma peça extra costurada a ele. Quanto aos brogues, eles podem ter uma infinidade de variações, mas o importante é notar os furos, são eles que definem este estilo de sapato.

      Outra maneira de identificar é olhando a lingua, no Derby ela é feita com a mesma peça de couro que vem do bico, no Oxford não.

      Editei o conteúdo e acho que agora está mais fácil identificar.

      Abs.

  6. Alan Wünsch says:

    Adorei o post Ricardo, sou um ouvinte avido do podcast e leitor do site, gosto muito do trabalho que realizam e meu agradecimento pelo excelente conteúdo que é produzido.
    Ricardo, estou em uma encruzilhada atrás de um sapato brogue de camurça bem casual, entretanto acha-lo vem se mostrado uma tarefa desafiadora, gostaria de saber se existe mais alguma loja a recomendar para minha busca tirando as que já foram mencionadas nos comentários acima. Agradeço desde já pela atenção, abraços.

    • Ricardo says:

      Alan,
      que bom saber que voc6e é fã do nosso podcast!

      Eu tenho um brogue de camurça da CNS, já ví alguns da Democrata e da Side Walk. Talvez você acge alguma coisa on line no site da Dafiti, do Jorgito Donadelli ou da Louie São Paulo.

      Abs.

  7. douglas margonari says:

    Muito obrigado pela excelente matéria

  8. Lucas says:

    Adorei o post Ricardo, parabéns. Mas, cara, eu não consigo encontrar em nenhum lugar o sapato brogue da primeira imagem (a do rapaz segurando o sapato), quero um com aquele modelo e cor, mas não encontro em nenhuma loja online.
    Você poderia me informar onde eu o encontro online?
    Se souber apenas loja física, poderia me informar o valor dele? moro em sp.

    Abs.

    • Ricardo says:

      Lucas,
      encontrar um brogue como aquele não é difícil, já a cor dificulta bastante. Pesquisei em algumas lojas virtuais que trabalham com esse modelo, mas nenhuma delas oferece essa cor.

      Vou continuar de olho.

      Abs.

    • Ricardo says:

      Thiago,
      trata-se de uma bota, pois tem cano alto, se não fosse isso, ainda assim seria um derby já que a amarração é feita em duas abas costuradas no cabedal, o oxford tem furos do cadarço feitos no próprio cabedal, é só olhar a foto em destaque para identificar esse tipo de amarração.
      Abs.

  9. Ronda do oxford plataforma - Hoje Vou Assim OFF | Ana Soares says:

    […] site Canal masculino. Aliás, leiam a explicação super bem fundamentada e completa do site Canal masculino explicando […]

Deixe um comentário