Testamos: Smartphone Moto G Motorola – 3ª Geração

01/08/2015 11 Comentários por

moto-g-3-geracao-frontal4

Na semana passada a Motorola lançou a aguardada 3ª geração do Moto G e nós tivemos a oportunidade de pegar um exemplar do smartphone para testes. O modelo que nos foi cedido veio equipado com câmera de 13 MP com flash duplo CCT, câmera frontal full hd de 5 MP, dual chip inteligente para chamadas e conexão de dados, tela HD de 5″ protegida por Corning Gorilla Glass, processador quad-core de 1,4 Ghz, 16 GB de memória expansível para até 32 GB, uma shell adicional azul para personalização do aparelho e o kit Moto Pulse que inclui um fone de ouvido bluetooth com bateria de até 18 horas de duração, além do fone básico que acompanha todos os Moto G.

Novidades

moto-g-3-geracao-frontalEntre os upgrades que o Moto G sofreu os que mais receberam destaque na apresentação feita para a imprensa foram a resistência a água (IPX7), uma câmera melhor e a possibilidade de personalizá-lo via Moto Maker, um sistema on line que permite escolher a cor do shell e do painel da câmera traseira, do painel dianteiro, além de gravar um frase a sua escolha na shell.

Design

Uma das primeiras coisas que eu reparo em um smartphone é a ergonomia, tenho um problema terrível com aparelhos que parecem não encaixar na mão, e o Moto G, apesar de um pouco mais rechonchudo que o meu Moto X, se sai bem nesse quesito, inclusive por ter uma textura em sua traseira que dá uma sensação de firmeza.

Visualmente s mudanças também agradaram: ele ficou mais parecido com o Moto X, ganhou uma textura traseira e uma parte metálica que liga a câmera ao logo da Motorola fazendo parecer que é um aparelho de uma faixa de preço superior.

Tela

Outra coisa que sempre comparo é a nitidez e as cores da tela. O Moto G não faz feio no que diz respeito a nitidez, a tela de 1280X720 pixels permite boa leitura, mesmo quando estava testando a câmera debaixo de sol intenso, mas as cores levemente lavadas me deixaram um pouco decepcionado.

Câmera

Outro quesito que eu prezo muito em um smartphone, mas que infelizmente só consigo algo satisfatório em aparelhos de preços muito superiores, a maioria das câmeras dos smartphones na faixa de preço do Moto G tem o mesmo problema ao tirar fotos em ambientes de pouca iluminação: granulação da imagem. Veja um exemplo abaixo.

motoG-3geracao_teste_camera_09

Fotos tiradas com iluminação artificial. Note como a de baixo tem mais nitidez devido a presença de mais luz.

 Em ambientes bem iluminados a câmera do Moto G cumpre bem seu papel, mas tem um pouco de dificuldade em lidar com contraluz e na sombra, mesmo com boa luz, as vezes não destaca cores. Ainda assim o incremento é notável quando comparadas com as imagens capturadas pela segunda geração deste celular.

motoG-3geracao_teste_camera_04

Com boa iluminação a câmera do Moto G revelou detalhes da planta e ainda deu um efeito macro com o fundo desfocado.

O foco funciona bem, dando uma boa ideia de profundidade, assim como o controle de iluminação, impedindo que a foto fique muito escurecida. Como eu já disse, se você tiver uma boa luz conseguirá boas fotos com a câmera do Moto G e ainda tem a ferramenta de edição do próprio aparelho que muitas vezes ajuda a corrigir pequenos problemas nas cores captadas. As fotos apresentadas aqui não foram alteradas, estão exatamente do jeito que foram tiradas .

Veja mais alguns exemplos na galeria abaixo.

Velocidade e desempenho

Aqui eu não encontrei problemas: rodei alguns jogos, acessei internet, redes sociais, baixei podcasts, ouvi música via streaming sem sentir nenhum engasgo que comprometesse a experiência, apesar de muita gente ter criticado a escolha do processador quad-core de 1,4 Ghz, provavelmente isso é reflexo da versão pura do Android Lollipop que roda com fluidez nesse hardware.

Facilidades

Uma coisa que me agrada muito nos smartphones da Motorola são as pequenas funções que facilitam a vida do usuário. No Moto G a tela se ativa quando pegamos o gadget na mão, se há uma notificação basta tocar o ícone para ver um preview dela ou deslizar o dedo para cima para abrir o app correspondente, este tipo de coisa (junto a diversas outras) pode parecer bobeira, mas ajuda muito no dia a dia. Tenho um segundo celular de outra marca e sinto muita falta dessas facilidades quando resolvo usá-lo no lugar do Moto X.

Moto Pulse

moto-g-3-geracao-moto-pulseComo uso o smartphone para ouvir música e podcasts na maior parte do tempo, usar um phone de ouvido bluetooth com boa qualidade de som e duração de bateria decente foi uma ótima experiência, mas o moto pulse ainda tem outra coisa que me agradou: mesmo depois de horas de uso não me senti incomodado por ele, e levando em consideração que já aposentei diversos headphones por causa disso, foi uma vitória e tanto!

Conclusão

É um bom aparelho, principalmente pela sua faixa de preço que só ultrapassa os mil reais na versão que vem com o headphone. Fica devendo um pouco na tela, mas a câmera aguenta o tranco e o hardware não fez feio durante os testes. Ainda prefiro o Moto X, mas vale a indicação para quem quer um smartphone dual chip, com uma boa performance para internet/redes sociais e não necessita de uma câmera top.

Valores

A partir de 899 reais na loja virtual da Motorola.

Leia também:

Destaques, Tecnologia

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.

11 Responses to “Testamos: Smartphone Moto G Motorola – 3ª Geração”

  1. Silvanio Barbosa says:

    Eu também tenho um Moto X¹ e gosto muito! O tamanho relativamente compacto é um ponto chave para mim. Não gosto desses aparelhos com telas grandes, que a meu ver, vai perdendo a portabilidade a cada lançamento. A câmera costuma não tem cores tão precisas, mas, ainda assim, consigo fazer fotos muito boas com ele.
    O Android puro e os recursos exclusivos da Motorola como o Moto Tela e a ativação da câmera por gesto, realmente é um diferencial e tanto frente a outras fabricantes. Depois que se acostuma, fica difícil pensar na aquisição de aparelhos de outras fabricantes.

    Sobre o Moto G³, ótima avaliação! Texto direto e de fácil compreensão.

    Abraços!

  2. Joao says:

    Gosto muito do meu moto G, atualmente tenho um 2° geração 4g (antes eu tinha o 1°, mas foi furtado).
    Ele realmente cumpre com o “combinado”, tem um ótimo custo beneficio (apesar de estarem surgindo outros no mercado como o zenfone5).
    Imagino que essa câmera frontal de 5mp faz toda a diferença!
    Gostaria de testar estes fones novos sem fio, é uma pena que nas versões anteriores o fone seja tão desconfortável.

    • Ricardo says:

      João,
      realmente é um bom aparelho, as duas câmeras melhoraram muito em qualidade e o Moto X vem em breve com uma nova configuração muito boa, mas gostaria de testar os da Xiaomi e o Zenfone para saber qual tem o melhor custo benefício.

      Vou ser bem franco, usei mais os fones do que o smartphone, conectei-os também com o Mac e com o Moto X e passei quase um dia inteiro com eles! Gostei bastante.

      Abs.

  3. Lilian Mara says:

    Eu só não entendo pq o meu fone não encaixa certinho ,seria algum defeito???? ele fica um pouco pra fora e o som continua saindo no telefone ao invés de sair no fone,alguém pode me ajudar?

    • Ricardo says:

      Lilian,
      aconselho a verificar se o encaixe está correto, caso esteja, entre em contato com uma assistência da Motorola para saber se este modelo pode aoresentar esse defeito e se deve ser trocado.
      Abs.

  4. Eduardo says:

    Amigão, tudo bem? Poderia por favor falar um pouco mais sobre a qualidade sonora do Moto Pulse? Como ele é comparado a outros modelos / marcas que você já usou?

    Um abraço.

    • Ricardo says:

      Eduardo,
      Olá Eduardo,
      o Moto Pulse tem um bom equilíbrio de graves e agudos e som claro que pode apresentar algumas distorções se muito alto (quase no limite). Não chega a ser um fone espetacular, mas pode ser equiparado a qualquer modelo entre 200 e 300 reais, digo isso porque uma vez testei um Skullcandy de uns 500 reais (hoje deve estar mais caro!) que se tornou referência para mim.

      Por outro lado gostei muito da ergonomia (odeio fone que incomoda ou machuca) e da duração da bateria interna, que rende mais de 10 horas ininterruptas de música.

      É um acessório que eu, muito provavelmente, compraria.

      Abs.

  5. Larissa Nogueira says:

    Olá, adorei o texto e as explicações. Encontrei seu blog pesquisando sobre “fotos tiradas com moto g 3”, mas confesso que foi uma surpresa a sua avaliação. Sei que você fez a análise no comparativo com o Moto X (que é um celular incrível), porém esperava que a câmera dele tivesse melhor desempenho. Estou num impasse de comprar ele pelo ótimo preço ou se devo investir em um iPhone (o que realmente chama atenção pra mim são as câmeras e o desempenho do sistema operacional). Você acha que ele é um bom investimento ou eu deveria investir um pouco mais e comprar um iphone (seria ou o 5c ou, caso ainda consiga encontrar, o iphone 5)? Desde já agradeço!!

    • Ricardo says:

      Larissa, se você tem condições de comprar um iPhone 5C, que tem um hardware fraco se comparado ao 5S, talvez seja uma boa opção adquirir um Moto X Play, ele não tem o mesmo acabamento do Moto X Style, mas a sua câmera é muito boa e tanto hardware quanto software não te deixam na mão.

      Lembre-se também que o iPhone 5C só tem 8GB de memória interna (contra 16 do Moto X Play), o que não dá muito espaço para música, apps e fotos, te forçando a limpar ou baixar os arquivos a todo momento.

      O moto G é um bom aparelho, com bom custo benefício, mas realmente não é o smartphone para quem procura uma boa câmera. Mas é ideal para quem quer acessar redes sociais, jogar e ver vídeos, mesmo que sua tela não seja das melhores.

      Espero ter ajudado.

      Abs.

  6. Nailson says:

    Ninguém reclama das cores lavadas desse celular. Comprei a versão de 2GB de RAM e a tela é muito ruim. As imagens são desbotadas e feias, se comparadas às do meu Moto G de 2ª geração. Decepção!

Deixe um comentário