Porque Roupas e Acessórios de Couro Ainda São o Melhor Investimento

22/03/2016 2 Comentários por

look-pecas-couro-jaqueta-bolsa-bota

É realmente tentador comprar uma jaqueta ou casaco que parece couro, muitas vezes até cheira a couro (!) e com preço que é uma fração de uma peça feita com o material verdadeiro. Eu admito, já caí nessa e posso assegurar que por mais que tentem pegar algum derivado do petróleo e transformar em algo minimamente parecido com couro, nada se compara. Seja em um calçado, roupa ou acessório, em termos de estrutura, beleza e durabilidade o couro é incomparável.

Parece, mas não é!

couro-fake-false-leather-rachado

Como disse, já tentei trocar o material por outra coisa similar sintética e me dei mal! A jaqueta, comprada em uma loja pertencente a uma grande rede de moda, não durou muito mais que 18 meses intacta, para então começar a descascar na gola, rente ao pescoço, e não foi aquele tipo de desgaste que acaba até ficando bacana depois de um tempo, como uma “pátina” criada pelo uso e que vai expondo o parte crua do couro, pois neste caso o que aparece é uma tela de tecido com um visual bem triste.

Durabilidade e resistência

couro-desgaste-jaqueta-bolsa

Agora imagine: se em uma jaqueta, uma peça que não sofre tanto desgaste, a durabilidade é baixa, o que poderia acontecer com uma bota feita de material que imita o couro?

Quer outro ponto a favor do couro? O material não pega fogo!

…….

Custo X Benefício

luvas-couro-trece

O grande problema do couro, olhando o assunto de uma perspectiva econômica, é realmente seu preço alto, mas se jogarmos na ponta do lápis chegaremos a conclusão que vale muito mais investir em uma peça feita de um material que chega a durar uma vida inteira do que pagar um terço do valor por algo que corre o risco de não durar 1 ano.

…….

Envelhecendo com dignidade

couro-bota-desgastada02

Hoje os sapatos de couro que ganham desgaste com o tempo de uso acabam sendo inseridos em looks casuais e, para falar a verdade, muitos deles ficam ainda mais charmosos depois passarem por esse processo desgastante. Não é a toa que muita gente gasta ainda mais em sapatos com couro lixado, imitando a pátina adquirida com o tempo.

…….

A escolha das boas grifes

bolsa-couro-louis-vuitton

Dificilmente você vai ver grifes do porte de uma Salvatore Ferragamo ou Gucci fazendo peças em PU ou PVC e deve haver um motivo bem relevante para influenciar a escolha do material, afinal, estamos em tempos de crise e esse pessoal poderia aproveitar para algo mais barato.

……

Resumindo:

O verdadeiro couro é mais bonito, resistente e adequado para roupas, calçados e acessórios; apesar do custo mais alto, é um material que pode durar muito mais do que o PU ou o PVC; depois de muito usado o couro chaga a ficar mais bacana do que quando era novo; raramente uma boa grife, que se importa com seus consumidores e com o resultado final de seus produtos, troca o couro por outra matéria-prima similar, portanto.

Obs: não discuto aqui questões ecológicas, ou de outras esferas que não digam respeito ao custo/benefício de uma peça de couro em seu guarda-roupas. Em outro artigo falaremos sobre qual a diferença para o meio ambiente quando é produzido couro, couro ecológico e couro sintético.

Leia também:

Destaques, Moda Masculina

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.

2 Responses to “Porque Roupas e Acessórios de Couro Ainda São o Melhor Investimento”

  1. Giovanna says:

    Oi, admiro qualidade e estilo, mas, deve haver alguma maneira de ser estilos o sem precisar machucar ou defender produtos que usem animais.

    • Ricardo says:

      Oi Giovanna,
      acredito que com o apoio de grandes grifes aos produtos “cruelty free” e não poluentes em breve teremos substitutos ao couro que sejam realmente duráveis, por enquanto as opções são piores do ponto de vista ecológico, pois poluem demais e não sustentáveis.

      Abs.

Deixe um comentário