A Importância de Beau Brummell Para a Moda Masculina

23/05/2016 1 comentário por

Beau Brummell

Você já pensou se ainda hoje se usasse roupas cheias de brocados, rendas e babados como era comum no século XVIII? É verdade que talvez elas não sobrevivessem a Revolução Industrial no começo do século XIX, afinal os novos ricos não podiam comandar suas prósperas fábricas vestindo um traje completamente rebuscado, isso era coisa reservada a nobreza, os industriais eram homens práticos.

Mesmo assim é inegável a influência de um inglês chamado Georges Brummell (apelidado de “Beau”) que com seu estilo requintado e incomum chegou a ser tão influente na corte britânica quanto o próprio rei!  Além disso podemos considerá-lo responsável pela gênese do traje formal masculino também conhecido como terno! Ficou curioso e quer saber mais a respeito? Peraí que eu já chego lá!

História de Beau Brummell

Beau Brummell não fazia parte da nobreza, seu pai era secretário particular de Lorde North, chanceler de George III, mas vivia em um bom ambiente e estudou em instituições renomadas, o que certamente deve ter elevado seu bom gosto. Com a morte de seu pai, quando ele tinha apenas 16 anos, recebeu uma grande herança que possibilitou morar em Mayfair (pertinho da Savile Row, rua conhecida por seus alfaiates habilidosos). Tempos depois conheceu casualmente o futuro rei Jorge IV que encantado com a elegância do jovem plebeu acabou transformando-o em seu “personal stylist”.

beau-brummell-ilustracao

Enquanto os nobres adoravam ostentar através de suas vestes cheias de bordados, fivelas, rendas, além dos perucões, Brummell defendia que a indumentária devia ser discreta e refinada, seu repertório se resumia a calças justas até o tornozelo ou um calção justo até o joelho, uma camisa branca de linho de gola alta sobreposta por um colete discreto e um casaco marinho, nos pés, botas de montaria com cano longo. Seus únicos acessórios eram o plastrão, faixa de tecido atada ao pescoço com um nó preciso, a lustrosa cartola e a inseparável bengala. Suas roupas, todas com de caimento perfeito, fizeram a fama dos alfaiates britânicos por toda Europa.

Espere um pouco! Estamos falando de uma calça, camisa sobreposta por colete e casaca, com uma faixa de tecido no pescoço? Sim, acho que você já notou que este “look” iria se tornar mais tarde o traje social masculino que nós conhecemos como “passeio completo”, a roupa usada por 10 entre 10 executivos em todo o mundo moderno.

O mais interessante é que mesmo vestindo-se de maneira simples para a época ele demandava de 5 horas para obter o resultado desejado! Seu ritual minucioso previa que um cavalheiro deveria estar tão perfeitamente asseado que não necessitaria de perfumes, logo, cabelos e barba bem aparados e arrumados seriam o suficiente em termos de grooming.

beau-brummell-james-purefoy

O ator James Purefoy no filme de 2006 sobre Beau Brummell feito pela BBC.

Aqui fazemos uma pausa para lembrar que a galera da época não considerava banho uma das coisas mais importantes do mundo e concluímos que Brummell estava anos a frente, não é? Imaginem só…

Infelizmente Beau Brummell não era muito bom com finanças e tinha um “probleminha” com jogo, o que o levou a contrair dívidas e fugir para a França para sair da mira dos credores. Em 1816 se tornou morador da cidade de Caen, mas não se livrou das dívidas, sendo preso em 1835 por causa delas, vindo a falecer no ano de 1840 em um asilo da cidade.

Existe um filme recente da BBC sobre Beau Brummell no Youtube, mas infelizmente está em inglês, então se você domina a a língua da rainha, basta dar o play abaixo:

Mesmo com esse fim triste, a vida do inglês foi notável! Poderoso e influente enquanto na corte inglesa, ele foi uma inspiração para os dândis e mostrou às pessoas a importância da alfaiataria precisa e dos detalhes mínimos. Podemos dizer que ele praticamente criou o conceito de que “menos é mais” na moda masculina. Brummell deixou claro que bom gosto e aparência bem cuidada podem ser um chamariz para conseguir expor outras qualidades como personalidade marcante, olhar crítico e inteligência aguçada, características que ele tinha de sobra!

Beau_Brummell_Statue_Jermyn_Street

Nota: Em 2002 a Jeremyn Street, rua conhecida por suas lojas de artigos masculinos, ganhou uma estátua de Beau Brummell (foto).

Leia também:

Destaques, Estilo, Moda Masculina

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.

One Response to “A Importância de Beau Brummell Para a Moda Masculina”

  1. Allan Moreira says:

    Excelente postagem, Canal Masculino. Conhecer um pouco da biografia de personagens importantes faz com que possamos encontrar algumas referências e nos reinventarmos através delas.

Deixe um comentário