Tipos de Xadrez: O Argyle

09/07/2012 Sem comentários por

O xadrez argyle é mais comumente encontrado em coletes, suéteres (como na foto acima) e meias, mas não há nenhuma regra que o impeça de aparecer em cachecois, moletons, gravatas, bonés e até tênis. A melhor maneira de descrevê-lo seria dizendo que ele consiste em blocos em forma de diamante (ou losangos) sobre um fundo colorido, atravessados por finas listras de cor contrastante.

Sua origem, assim como o xadrez tartan, é a Escócia, pois seu padrão foi inspirado nos tartans do Clã Campbell, nativo do Condado de Argyll. O nome da localidade foi sendo modificado com 0 passar do tempo até ser chamado de argyle, mas ainda há quem use a grafia arcaica. Na época de sua criação (por volta de 1.500) era de cor verde e branca, quando chegou à Inglaterra, em 1.700, seus tons já haviam sido modificados.

Normalmente o argyle é tricotado em peças de vestuário usando um técnica chamada “intársia”, conhecida pela dificuldade em ser realizada, mas com as liberdades e tecnologias que foram surgindo com o tempo, o argyle passou a figurar até como estampa em silk-screen.

O argyle começou a ganhar destaque na moda masculina na década de 20, em meias; nos anos 30 migrou para os suéteres, perdeu fôlego nos anos 40 e foi resgatado nos 80, fazendo sucesso inclusive com as mulheres. Na última década, com a volta do estilo preppy, este tipo de xadrez conquistou os jovens apaixonados pelo visual retrô.

Obs: alguns não consideram o argyle como um tipo de xadrez, mas não encontrei uma definição mais apropriada para este padrão e, dezenas de profissionais de moda o colocam, sim, na lista dos tipos de xadrez.

Leia também:

Destaques, Estilo, Galerias de Fotos, Moda Masculina, Multimídia

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.
No Responses to “Tipos de Xadrez: O Argyle”

Deixe um comentário