Papo H Podcast #20 – Como Chegamos Aqui, Custo X Benefício, Hobbies

17/11/2013 7 Comentários por

vitrine_podcast_papo_h_ep20

No vigésimo Papo H atendemos aos pedidos de nossos ouvintes e contamos nossa emocionante (#sqn) trajetória profissional. Neste programa o quase jornalista Luiz Moro, o designer gráfico Ricardo Terrazo Jr. e a advogada Barbara Duarte explicam como foram parar em atividades profissionais totalmente diferentes de suas formações e ainda arrumaram tempo para fazer podcast.

No segundo bloco aprenda a pesar o custo X benefício e gastar seu dinheiro de uma maneira mais inteligente. Na sequência saiba quais foram os hobbies que nós sustentamos em nossas vidas e como eles nos fizeram (ou fazem) gastar dinheiro de maneira nada inteligente!

Fechamos com nossa tradicional leitura de e-mails, aliás se você quer falar conosco, enviar uma dica ou uma sugestão de pauta, tirar uma dúvida ou dar uma bronca, utilize nosso formulário de contato.

Feed RSS para assinar no iTunes: http://www.canalmasculino.com.br/feed

Clique no player abaixo para ouvir o podcast:

Leia também:

Multimídia, Podcast

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.

7 Responses to “Papo H Podcast #20 – Como Chegamos Aqui, Custo X Benefício, Hobbies”

  1. Lucas says:

    Sob minha ótica vocês nadaram por muitos mares para chegar até onde estão. E é interessante saber dessas coisas, pois podemos ter noção do que fazer ou não fazer se baseando de exemplos reais de vida! Brincadeira! Só pude ver [ouvir] o quanto vocês são guerreiros e o quanto se esforçam na vida e superam as dificuldades. Tenho 21 anos, estudante de engenharia civil e trabalhando na área. Acompanho vocês desde o primeiro podcast e posso dizer que aguardado com certa ansiedade o mais novo podcast a cada quinzena. Força galera, vocês são demais! #BoasFestas

  2. Jorge Nakamura says:

    Nw estou conseguindo ouvir o episódio no meu podcast…
    Está dizendo q esta indisponivel!

  3. Jorge Nakamura says:

    Obrigado Ricardo!
    Consegui ouvir (^^ )d
    Adoro o canal masculino! Acompanho dês do primeiro episódio e dês de então vcs tem sido meus companheiros em minhas viagens e momentos de reflexão.
    Parabéns pelo trabalho de vcs que é maravilhoso!
    E q venha o episódio 1001!
    Abraços a todos!

  4. Marcelo Cabral says:

    Tenho ouvido todos os dias o programa. Trabalho a 65 km de casa e como geralmente faço o percurso no ônibus da empresa fico, em média, 4 horas por dia viajando. tenho ouvido os programas numa tacada só. Pois bem, concordo com muita coisa do que dizem, temos a mesma média de idade, eu; do alto da minha calvice (olha aí um tema legal) aos 35 anos, aprendendo a domar os pelos das costas (outro) só uso sapatênis quando estou substituindo o pelo tênis, nunca pelo sapato. Quando resolvi dividi um apartamento, também racionalizei o consumo, sofás velhos e panelas amassadas foram muito bem vindas! Realmente não preciso estar “na moda” para estar bem vestido, num primeiro encontro o segredo é estar e deixar a pessoa a vontade, a coisa precisa fluir de forma leve e tranquila. a revista MH realmente está muito mais voltada para coroas divorciados ou pós saídos da puberdade, já gostei da revista, inclusive chegando a ser assinante, ainda bem que mês que vem recebo a última edição. Nas minhas entrevistas de emprego, as que mais me sai bem, foi naquelas e eu estava confiante, disposto a ser simplesmente eu! Bom, sei que o comentário ficou esquizofrênico, mas… sei que estou entre amigos! Que tal falar sobre a vida de casado? As mudanças de prioridade do homem maduro, etc… sigamos em frente, parabéns pelo trabalho. Um abraço. Marcelo, 35 anos, casado, relações públicas.

Deixe um comentário