Messi Pode Aprender Com a Coleção de Inverno da Burberry

10/01/2013 2 Comentários por

burberry_inverno_2013

Ao aparecer para receber o prêmio de melhor jogador de futebol do mundo em um evento organizado pela Fifa, o jogador Lionel Messi dividiu opiniões com seu traje de autoria da grife Dolce & Gabbana graças ao “poá” (ou bolinhas, para quem preza a simplicidade ) que cobriam o casaco e a gravata borboleta do rapaz. A indumentária foi justificada pela grife italiana como uma jogada de marketing que, na minha opinião, é um tiro no pé, afinal a maioria dos comentários em mídias sociais foi bem negativo e grande parte deles ressaltava a semelhança do jogador com uma “galinha de Angola”!

messi_polka_dots_premiacao_fifa

Parece um pijama de gala. Onde foi que eu já ví algo parecido?

Do outro lado temos os fashionistas defendendo Messi por ter dado uma pitada descontraída a premiação, mas isso já era esperado, metade deles quer posar de liberal e moderno e a outra metade não tem coragem de criticar a grife italiana que já foi muito mais sábia em termos de publicidade.

Na minha opinião o craque deveria ter mantido a linha, escolhido um traje sério e elegante. Se o desejo era descontrair, ele podia ter feito isso de outra maneira, vestir-se como o Sergio Mallandro (faltou o boné com a hélice) só mostrou mau gosto e desrespeito a um evento que se diz sério.

suitjamas1

Sabia que eu conhecia isso! Parece o suitjamas (pijama/terno) usado por Barney em “How I Met Your Mother”.

Voltando aos petit-pois, ou polka dots como dizem os yankees, eles vieram com força na temporada de inverno passada e voltaram a aparecer na atual como podemos ver neste vídeo da Coleção Inverno 2012/2013 da Burberry, onde o padrão (ou seria estampa?) se repete em camisas e gravatas (usadas juntas), o que não é nenhuma novidade para quem visitou uma das lojas brasileiras da Zara nos últimos meses, pois a combinação foi escolhida pela rede para vestir seus vendedores.

Veja no vídeo abaixo porque o Messi perdeu a chance de mostrar estilo e bom gosto durante a noite onde (teoricamente) deveria brilhar.

Leia também:

Estilo, Multimídia, Vídeos

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.

2 Responses to “Messi Pode Aprender Com a Coleção de Inverno da Burberry”

  1. Wesley Nunes Bueno says:

    Achei que pegou pesado aqui:

    Na minha opinião o craque deveria ter mantido a linha, escolhido um traje sério e elegante. Se o desejo era descontrair, ele podia ter feito isso de outra maneira, vestir-se como o Sergio Mallandro (faltou o boné com a hélice) só mostrou mau gosto e desrespeito a um evento que se diz sério.

    Acho sinceramente que além de atender a demanda de um patrocinador que, afinal, está no mercado para lançar tendências, ele não demonstraria desrespeito em momento algum, mesmo se acabasse indo de jeans para o evento. Não se trata tanto de um evento solene e só, é um evento festivo e de premiações, comparar o cara a vestimenta de um ator que interpreta um palhaço foi pegar pesado demais. Independente das opiniões alheias, o cara está trajado (independente de suas estampas) para um evento de tal importância quanto foi. Acho que a D&G acertou na jogada de marketing, afinal, as tendências de moda, para se tornarem inovadoras e despertarem anseios no mercado, primeiro hão de passar pelo status de polêmico e diferente do restante…

    • Ricardo says:

      Desculpe Wesley, mas não consigo concordar com você em nada!

      Em primeiro lugar, nenhuma tendência foi lançada neste caso, as polka dots há um bom tempo estão aí para quem quiser usar, desde que seja com bom gosto. Em segundo lugar não acho que “atender a demanda de uma patrocinador” significa bancar o fantoche, mostre um pouco de personalidade, oras, só porque te empurraram uma roupa para causar burburinho você vai usar? Em terceiro não acho que o traje esteja de acordo com o evento, mas isso já expus no texto. Finalmente, o que mais me irritou na maioria dos comentários a favor da D&G que ví por aí foi o papo da jogada de marketing, e a sua afirmação está entre as piores, pois nenhuma tendência precisa passar por qualquer tipo de polêmica ou ridículo para se tornar desejada, muito pelo contrário, as tendências atendem anseios do mercado, necessidades que estão presentes em nosso cotidiano e são decodificadas pelos designers e estilistas e traduzidas em bens de consumo. Tentar alavancar seu nome, produto ou serviço através de piada ou demonstrações de mau gosto não faz mais do que expor todos os implicados a situações vexativas, como foi o caso. Tom Ford, há anos, traja alguns dos mais importantes atores na festa do Oscar, no outro dia suas criações estão em toda a mídia, sempre com manifestações positivas, despertando desejo de homens por todo o mundo e tudo o que usa como recurso são ternos ou smokings que beiram a perfeição.

      Mas tenho que admitir, em uma coisa você acertou: Messi poderia ter ido ao evento de jeans, teria surtido melhor resultado.

      Abs.

Deixe um comentário