Não Seja Uma Vítima da Moda

27/01/2013 Sem comentários por

homens_blazers_azul_klein

Assim como em Star Wars, a moda também tem seu lado negro. Se você aprende sobre como se vestir de maneira correta, escolher as melhores roupas, tecidos adequados, combinações que vão valorizar seu corpo e destacar sua personalidade, podemos dizer que você está a caminho de se tornar um Jedi, por outro lado, se sua busca é pelas marcas que todos estão usando, pelo maior número de tendências por centímetro quadrado ou apenas pelas novidades das lojas, não estamos errados em afirmar que você foi atraído pelo lado negro, tornando-se um Sith da moda ou como dizemos nesta galáxia, uma “fashion victim”.

O termo, criado pelo estilista Oscar de la Renta, serve para definir uma pessoa que vai contra tudo o que há de mais bacana na moda, ou seja, a criatividade, a individualidade e o bom gosto. Para a vítima da moda tudo que é atual e cobiçado, não importando o preço ou mesmo se tem a ver com seu tipo físico e seu estilo, deve ser incorporado o mais rápido possível a seu guarda roupa, publicações de moda servem apenas como um guia das próximas compras e o ato de vestir-se nada mais é do que uma vitrine para expor suas novas aquisições.

Para muitos veículos a foto em destaque neste post rendeu comentários calorosos sobre a aceitação do azul klein pelos homens, para mim é um triste retrato de como a massificação estraga tudo, transformando todas as ferramentas de expressão de estilo e personalidade em tédio puro.

Quando nós falamos aqui em tendência ou em como utilizar um determinado tipo de roupa, estamos apenas fornecendo a informação, cabe a você utilizar seu filtro pessoal e aderir apenas ao que tem a ver com sua personalidade, sair por aí uniformizado (e peço que olhe novamente a foto) não está com nada!

Leia também:

Destaques, Estilo

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.
No Responses to “Não Seja Uma Vítima da Moda”

Deixe um comentário