Jeremy Argyle New York – Camisaria do Soho Chega ao Brasil

17/12/2012 2 Comentários por

jeremy_argyle_new_york_01

A Jeremy Argyle New York está prestes a iniciar suas operações no Brasil através de seu e-commerce, a marca, criada há quatro anos no bairro conhecido como Soho pelo empresário Briann Guttman, traz ao nosso país camisas elegantes e dinâmicas, com uma variedade singular de estilo. São peças que primam pelos detalhes, sejam nas cores, modelagem, costuras, colarinhos e aviamentos, tornando-as diferentes, como se fossem peças de atelier.

O segredo para a criação de produtos deste tipo está na tradição em camisaria herdada por Briann de seu pai e seu avô, fazendo com que os produtos passem por uma detalhada pesquisa de estilos e necessidades dos clientes. Por outro lado temos a atmosfera do bairro nova-iorquino influenciando no desenvolvimento das coleções e estamparia exclusiva em camisas que são elaboradas com 100% algodão de fio tinto e de trabalhos especiais com tecido maquinetado.

Além do carro chefe da marca, também chegam ao Brasil gravatas de seda produzidas na Itália, meias, sweaters 100 % lã Merino e, para arrematar o look, abotoaduras.

Mais informações: (11) 3805 3394

ou acesse o site: www.jeremynewyork.com.br

Obs: os valores dos produtos ainda não foram informados.

Veja mais modelos na galeria de fotos:

Leia também:

Destaques, Moda Masculina

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.

2 Responses to “Jeremy Argyle New York – Camisaria do Soho Chega ao Brasil”

  1. Reginaldo Cardoso de Sousa says:

    Quando, Onde, Como e Porque?

    Marketing?
    Consumers Distributing?
    Franchising?

    Thank you.

    • Ricardo says:

      Reginaldo,
      pelo que posso me lembrar, a marca foi trazida ao país por empresários brasileiros que acharam melhor trabalhar só com e-commerce, talvez para sentir aceitação do público e posteriormente investir em lojas físicas.

      Abs.

Deixe um comentário