Tecidos para Gravatas: Guia dos Tipos Mais Comuns

10/04/2017 Sem comentários por

Tipos de Tecidos para Gravatas

Hoje em dia dá para usar gravata com quase todo tipo de roupa, o acessório que já foi símbolo do homem sisudo e antiquado acabou migrando para outras combinações que não precisam, necessariamente, de um terno ou blazer para justificarem o uso dela e acabou ganhando status de peça de homem estiloso. Entretanto conhecer os tipos de tecidos para gravatas é importante para conseguir o efeito visual desejado, pois pequenas diferenças de textura e brilho de cada material podem mudar a cara do seu look.

…….

Tipos de tecidos para gravatas

Do clássico jacquard ao descolado crochê existem gravatas para todos os gostos, algumas mais formais, outras totalmente descoladas. Conheça os tipos de tecidos para gravatas e saiba quais se encaixam melhor em seu estilo:

Gravatas de jacquard

Tipos de Tecidos para Gravatas - Jacquard

Podem ser de seda (mais caro e nobre) ou de tecido sintético (como o poliéster, mais barato), o visual é clássico e extremamente indicado para quem vai partir para um look mais casual, mas não quer ficar descontraído demais ou para quem não abre mão do terno ou costume, principalmente no trabalho e em eventos formais.

Indicada para: quem gosta de um visual clássico e elegante, complementado com peças de alfaiataria, mesmo que não seja a roupa social completa.

Gravatas de algodão

Tipos de Tecidos para Gravatas - Algodão

As skinny são bem atuais e ficam ótimas com jeans e camisa, as estampas são as mais diversas, mas vale prestar atenção nas de poá, pequenos florais e xadrez tipo vichy. Dá para usar com terno? Dá, mas vai rolar um downgrade na seriedade do traje, portanto evite em ocasiões muito formais.

Indicada para: aqueles que gostam de roupas alinhadas, mas não tem medo de misturar estilos e conseguir algo novo. Não é tão classuda quanto a gravata de jacquard, mas também mantém a elegância.

Gravatas de lã

Dão um toque mais europeu e invernal a combinação, graças a sua versatilidade podem acompanhar um look formal ou casual, mas não são indicadas para um casamento, por exemplo, pois não são tão classudas quanto o jacquard. As estampas de xadrez tartan ou príncipe de gales são as que fazem mais sucesso neste caso, além do padrão espinha de peixe.

Indicada para: looks de inverno de qualquer um que goste de roupas mais encorpadas e pesadas. Vai bem com um cardigã, um pea coat ou um blazer de tweed.

Gravatas de crochê

São as mais casuais na minha opinião, adicionando uma boa textura ao visual e complementando até mesmo os combos despojados com um toque elegante. Geralmente é lisa ou listrada, mas também pode ser encontrada com poá (brancos com fundo escuro). Fica ótima com cardigã e camisa xadrez, por exemplo. No traje social funciona bem desde que você não esteja em um ambiente com dress code muito conservador.

Indicada para: quem gosta de looks casuais e descontraídos e quer algo diferente no dia a dia. Já foi considerada gravata de tiozinho, hoje é tida como moderna e usada por pessoas descoladas.

Gravata jeans/chambray

Mais rara, pode ser feita com jeans ou dar uma enganada com chambray, o que, visualmente praticamente dá na mesma. É bem descolada e relax, necessitando de cuidado para não deixar a combinação descontraída além da conta em certas ocasiões. Algumas contam, inclusive, com lavagens mais claras, funcionando bem em looks casuais de verão.

Indicada para: aqueles que querem um visual profissional, mas mantém uma certa irreverência na maneira de se vestir, sem, no entanto, parecer exagerado ou infantil. Combina bem com camisas xadrez e calças de denim em outro tom e casacos de sarja.

Gravata de linho

Como você pode imaginar, seu tecido é rústico e pode combinar muito bem com um look casual, com jeans e uma camisa mais fresca, mas nem por isso fica fora das combinações para os dias mais frios, sobretudo as gravatas que misturam linho com outras fibras, impedindo a peça de amarrotar fácil.

Indicada para: construir um combo totalmente casual, incluindo aí outras peças em linho, ou para quem capricha no visual alinhado, mas gosta de colocar um acessório contrastante para dar estilo.

…….

Tecidos para Gravatas – Dica final

O jacquard sempre será o tecido mais elegante, sobretudo quando a gravata é feita de seda, sendo também o mais indicado para ocasiões solenes e grandes festas formais, os outros formatos são mais indicados para o dia a dia, com a gravata se tornando mais casual de acordo com a rusticidade do tecido, de sua trama ou de sua fibra – nesse caso poderíamos dizer que o linho é o mais casual!

…….

Importante

Essas dicas e os materiais citados neste artigo também são válidos para quem usa gravata borboleta! Então se você faz parte dessa galera, por favor, não se sinta excluído! 😉

…….

Leia também:

Qual é a Diferença entre a Gravata Tradicional e a Gravata Skinny?

Leia também:

Destaques, Estilo, Moda Masculina

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.
No Responses to “Tecidos para Gravatas: Guia dos Tipos Mais Comuns”

Deixe um comentário