Chapéu Fedora X Chapéu Panamá – Aprenda a diferenciar

15/05/2012 14 Comentários por

É muito comum ver as pessoas se confundirem quando o assunto é chapéu, principalmente no Brasil onde o acessório é mais raro que em outros países. Infelizmente, a informalidade do brasileiro (que pode ser algo positivo ou negativo, dependendo do ponto de vista) acabou deixando de lado uma peça que pode adicionar estilo a qualquer pessoa.

Graças a estilistas e artistas de televisão e cinema, os chapéus de modelo Fedora e Panamá voltaram a ser procurados tanto por homens, quanto por mulheres, que buscam um visual com mais estilo, porém como a confusão ainda é grande e as pessoas trocam as bolas, se você também tem dúvidas, basta continuar lendo este texto.

Chapéu Fedora

Don Draper - personagem da série Mad Men exibida pelo canal HBO

Sucesso desde os anos 20, o Fedora também é chamado de Borsalino, nome da fábrica italiana que reclama para si o mérito de sua criação. Normalmente é feito de feltro de pele de coelho (apesar de existirem algumas variações) e possui a aba um pouco mais curta que a do Panamá.

O look clássico (terno e gravata) usando um Fedora, resulta em ar retrô e tem atraído muitos adeptos, principalmente aqueles que admiram o visual do protagonista da série de TV White Colar, Neil Caffrey (interpretado pelo ator Matt Bomer) muitas vezes visto com o Fedora, mesmo assim a maioria dos jovens ainda prefere o visual casual combinando a peça com jeans e camiseta.

Indiana Jones e seu inseparável Fedora

Indiana Jones, um dos maiores ícones do cinema de aventura, usa um Fedora fabricado no Brasil pela Cury de Campinas. Depois de muita busca a equipe do longa encontrou o modelo ideal em terras tupiniquins e, desde então, o personagem e seu chapéu tem sido inseparáveis.

Entre as figuras célebres, fãs do Fedora, podemos citar Al Capone, Frank Sinatra, Johnny Depp, Justin Timberlake, Robert Redford, Winston Churchill, Michael Jackson e até mesmo o Papa João XXIII, entre muitos outros.

Chapéu Panamá

Ironicamente o chapéu Panamá é fabricado no Equador, onde pode ser encontrada a planta que cede sua palha para a sua fabricação. Ele só recebeu este nome em 1906 quando o então presidente dos EUA, Theodore Roosevelt, ganhou um exemplar e usou-o durante sua visita ao que viria a ser Canal do Panamá, transformando-o em moda instantaneamente e permanecendo assim até a década de 40.

O Panamá original ou “El Fino”, como é chamado no Equador, é feito artesanalmente nas cidades de Cuenca e Montecristi, sua cor é clara graças a palha feita com a folha da Carludovica palmara, também conhecida como “Toquilla” e é justamente este material que o torna um acessório ideal para dias quentes. Não é a toa que quando os espanhóis chagaram a região os nativos já usavam uma versão mais rudimentar do Panamá para proteger a cabeça e o pescoço do sol intenso.

Sean Connery com chapéu Panamá na campanha da Louis Vuitton

Entre os adictos do Panamá temos personalidades como Santos Dumont, Winston Churchill, Kemal Atatürk, Harry Truman, Getúlio Vargas e Tom Jobim.

Fedora X Panamá

  • Material – o Fedora é feito de feltro e o Panamá de palha com trama fechada
  • Aba – geralmente é maior no Panamá, no Fedora usa-se a parte de trás levemente dobrada para cima
  • Cores – a cor tradicional do Fedora é marrom, já o Panamá é claro com a cor natural da palha, entretanto com o passar do tempo os dois modelos começaram a ser fabricados nas mais diversas cores, das sóbrias as mais chamativas.
  • Uso – Panamá é ideal para dias quentes. No frio, o Fedora protege melhor devido a seu tecido

Com exceção do material com que são fabricados, tanto o Fedora quanto o Panamá guardam muitas semelhanças e é comum ver as pessoas trocarem as bolas, mas é possível identificar algumas diferenças como o tamanho da aba do Panamá, geralmente maior ou a copa do Fedora em formato de “C”, com uma depressão no meio.

Opinião do autor:

Usar chapéu ainda é um pouco difícil para o brasileiro por não ser um acessório com presença marcante no seu dia a dia, como acontece em outros paises. Admito que já tentei encontrar um modelo que me deixasse a vontade e não consegui, mas nem por isso sou contra seu uso, muito pelo contrário, admiro o estilo dos aficionados pela peça e acho que quando bem utilizada pode fazer toda a diferença.

Obs: o Panamá colorido na foto em destaque é desta marca: http://www.mybob.be/

Leia também:

Destaques, Estilo, Moda Masculina

Sobre o autor

Ricardo Terrazo Junior acredita que com bom senso e iniciativa qualquer homem pode se vestir bem. Quando não está escrevendo aqui divide seu tempo entre seu trabalho como designer gráfico e seu outro site, o Bazar Pop.

14 Responses to “Chapéu Fedora X Chapéu Panamá – Aprenda a diferenciar”

  1. Clandio Zimmermann says:

    boa recomendação, breve e abrangente. Parabéns

  2. Marcone Santiago says:

    Bem elucidado. É bom saber também que além do calor na cabeça, o chapéu de palha, protege os olhos e o rosto da incidencia direta dos raios solares.

  3. Paula says:

    Boa dica !!

  4. Carlos A. de Farias says:

    Olá Ricardo, adorei tuas dicas sobre as meias coloridas, e principalmente esta sobre chapéus.
    Sou usuário diário de chapéu desde sempre, e se por acaso não o usar as pessoas perguntam pelo meu, ou seja já incorporei ao meu estilo. O problema aqui no Rio de Janeiro é a total falta de informação das pessoas sobre como e onde usá-los. Me corrija se eu estiver errado por favor; nos restaurantes e em ambientes fechados eu retiro o meu da cabeça, estudo numa universidade e por respeito aos professores faço a mesma coisa. Dia desses estive numa igreja e claro, o retirei da cabeça e segurei com a copa voltada para fora (vi esta dica noutro local), e havia muitas pessoas que não se ligaram em retirar os seus. Bem é isso. Agradeço se puder me dizer se venho agindo corretamente ok? Um abraço e parabéns pelos posts.

    • Ricardo says:

      Carlos,
      está correto, em locais fechados você deve tirar o chapéu. Podemos abrir exceções em baladas ou festas onde o acessório está lá mais como um adereço estético do que qualquer outra coisa, mas confesso que mesmo assim sou a favor de tirá-lo ou deixá-lo na chapelaria.
      Abs

  5. Kherian Gracher says:

    Estou em busca de um bom chapéu Panamá (original), mas a ideia de comprar um Fedora também não me é estranha. Você poderia indicar algum bom site que venda chapéu Panamá original e os Fedora também? Além disso, você bem que poderia continuar essa matéria ensinando a diferenciar o chapéu Panamá original de um chapéu “estilo Panamá”, mas que é sintético.

    • Ricardo says:

      Kherian,
      como não tenho costume de usar chapéu não tenho nenhum site onde já tenha comprado este tipo de produto para te indicar, mas com uma busca no Google acredito que você encontrará muitos sites vendendo este produto.

      Quanto ao Panamá e o “Chapéu tipo Panamá”, a resposta foi dada por você mesmo, um é feito com palha natural e o outro com material sintético. acredito que seja bem fácil diferenciá-los, além do mais, os produtos informam sua composição na etiquetas.

      A escolha entre o panamá e o fedora depende de quando e onde você quer usár o chapéu, o fedora está mais para cidade e trabalho, o Panamá está mais para férias e lazer.

      Abs.

  6. Rafael Ehlers says:

    Só uma correção, Mad Men passa na AMC e não na HBO!

  7. margareth Guerra says:

    Ola gente! pois eh eu tb lamento tanto os brasileiros não vestirem chapéu, tudo a ver com nosso clima e com nosso jeito de ser na América latina.
    Os Mexicanos utilizam este adorno com tanta naturalidade que me fez voltar de la tb usando demasiadamente este adorno.
    Gosto tanto que estou criando uma loja só de chapéus para uma banca final de TCC . Esta ficando divina e pretendo utilizar este projeto para montar uma de verdade.
    Muito boa a explicação sobre o Fedora e o Panamá.
    Margareth Guerra

  8. Ida says:

    Estou indo a Cartagena e queria comprar um chapéu panamá original alguém tem o endereço de que eu possa compra-lo!!!!

    • Ricardo says:

      Ida,
      pelo que ouvi dizer é muito fácil comprar um Panamá em Cartagena, mas você tem que ficar atenta a procedência, o verdadeiro Panamá é feito no Equador e pode ser dobrado ou enrolado que sua palha não vinca ou amarrota.
      Abs.

  9. Ez says:

    Alguém sabe me dizer quais as qualificações e variedades de chapéus Panamá, pois vi variedades de preço entre 200 até 4000 reais.

    • Ricardo says:

      Ez,
      o chapéu Panamá sofre diferenciação por conta da espessura de sua trama, quanto mais fino, mais caro. A marca também pesa, a Montecristi é uma das mais caras e tradicionais, em seu site é possível encontrar modelos por 6.000 dólares!
      Abs.

Deixe um comentário